Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / Câmara de Angra quer ser referência em modernização e transparência

Câmara de Angra quer ser referência em modernização e transparência

por Igor Abreu última modificação 24/02/2017 16h17
“É preciso cuidar do dinheiro público como se fosse nosso”, diz o presidente, em visita ao Interlegis.

O presidente da Câmara Municipal de Angra dos Reis, José Augusto Vieira, esteve na tarde desta quinta-feira, 23/02, em reuniões com vários setores do Instituto Legislativo Brasileiro/Interlegis para discutir maneiras de melhorar o desempenho da casa legislativa que passou a dirigir. Entre outras medidas, ele quer trocar o software de acompanhamento legislativo em uso pela casa, que é pago, pelo Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL), ferramenta desenvolvida pelo Interlegis, que é gratuito.

“Temos um bom orçamento, de cerca de 40 milhões, ainda assim estamos fazendo cortes. É preciso cuidar do dinheiro público como se fosse nosso” – disse ele.

Segundo José Augusto, além da economia de recursos, “que pode parecer pequena, de R$ 40 mil ao ano, o outro sistema não tem a mesma credibilidade que este, que traz o nome do Senado”. Fora isso, depois de ver a demonstração feita pelo técnico Adalberto Oliveira, ele se convenceu das qualidades do produto, sobretudo quanto à transparência dos atos da casa e dos próprios vereadores.

Como a Câmara já possui o Portal Modelo, ferramenta para a internet também desenvolvida pelos técnicos do Interlegis, o SAPL pode ser facilmente integrado a ele. E não haverá problema de ruptura entre o uso de um – o atual tem contrato até maio – até que o outro comece a ser plenamente utilizado, conforme garantiu Adalberto Oliveira.

De acordo com Janary Nunes, servidor do Interlegis que recebeu a comitiva de Angra – ao todo foram dez pessoas que vieram participar do Congresso Nacional das Mesas Diretoras de Câmaras Municipais –, o presidente poderá solicitar apenas a implantação do SAPL ou uma oficina de treinamento, o que deve incluir outras Câmaras da região, para otimizar os custos e resultados.

Já para a Coordenadora de Capacitação, Treinamento e Ensino, Simone Dourado, José Augusto pediu informações sobre cursos a distância e outras formas de capacitação para os servidores da Câmara.

 

Fonte: Interlegis

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.